Is Facebook your friend? / O Facebook é seu amigo?

Screen Shot 2015-10-28 at 14.54.05 copy

Pinhole photo of a computer / Foto de um computador tirada com uma pinhole

EN/   Is Facebook your friend?

This year I questioned myself about the way we collect friends on Facebook, and what are the real importance of keeping them. From long time ago, I’ve always been the type that deletes people who I added because I met through a friend or colleague, but did not remain in my life. But now I took it to another level.

I began to question myself why I still had those classmates, I barely spoke at school, and had  acquaintances who only saw twice in his life and all of them I never really cared (and neither them) to stay in touch. So I started to “clean up” my friend’s list, passing through filters that I created, such as:

– Have I talked with this person over the past 5 years?
– Have I met that person in the last 3 years?
– How many times I met that person after we first met?
– Was s/he part of some important moment of my life / my childhood?
– Do we have common interests or am I against the ways that person thinks and acts?
– Do we maintain some kind of virtual contact (likes, comments), even if we do not talk a lot?

According to the answers I delete or keep the person on my list, it seems very simple but sometimes by external influences I can’t get rid of a few. These are either someone present in my best friends, partner or family’s life. I realised that would be “rude” if I delete that person.

Something that bothers me a lot is to know that many people keeps me in friends list for imagining that one day, they may need me for something. Well, if you keep someone in your Facebook friends list thinking this way, you need to rethink what friendship really means.

If by reason of work contact, opportunities of whatever the purpose, for this they invented LinkdIn! People, make a profile on LinkedIn, the idea is to have there people whom you only have professional interests and that are not part of their circle of friends and neither are part of your personal life.

Especially for me Facebook has always been a very important tool to keep in touch with people who are far away. It’s the easiest way to group friends and family, share photos, ideas, events and messages in a way that everyone can see it. So I consider it something very intimate, and over time I’ve been noticing my selectivity about the content I share there. There were moments that I stopped myself from sharing for worrying about what people would think.

But hey, shouldn’t I have just people who knows me and won’t judge me? I noticed that I did not want to share my life with certain people, and so I started to use that filter.

Another measure that I’ve taken was to get some people I didn’t want to see their 10 selfies a day, 15 religious messages, and other stuff like that in my news feed, in a filter Facebook created called “Acquaintances”. When you put them there, you do not see their posts so often. And by contrast, I gathered my best friends in the list called “Best Friends” as Facebook prioritises posts from this list in my feed. There are a few more other tricks I use, but it would make another post here. If you are interested to know them, comment here and I’ll do another post.

I have also noticed my friends expressing the same questions by commenting:

“Honestly, for me I would delete all, would leave only 50 Facebook friends, I don’t like so many people seeing everything I post.”

“I need to do a clean up, a lot of unnecessary people”

“I have X person on Facebook just to laugh at what X posts, very ridiculous”

“Would rather not post this, not to cause discord”

We have control of selecting who we have, who sees what you post, etc. It’s all about using Facebook and tools to make it a healthy and positive experience, not a vain and futile circus exhibitionism, or a timid and neutral presence that makes the idea of being in a social network lose its meaning.

Tell me what you think about it, if you have been through the same situations.
Do you use these filters and tools?
How has your experience on Facebook been?


PT/  O Facebook é seu amigo?

Este ano eu comecei um sério questionamento sobre a forma que colecionamos amigos no Facebook, e qual a verdadeira importância de mantê-los. De tempos há tempos eu sempre fui do tipo que deletava as pessoas que havia adicionado por ter conhecido através de um amigo, ou colega, mas que não permaneceram na minha vida. Só que agora eu levei isso a um outro nível.


Comecei a me questionar o motivo por ainda ter aqueles colegas de classe, que eu mal falava na escola, e tinha um conhecido que só ví duas vezes na vida sendo que todos esses eu nunca fiz questão, (e nem eles) de manter contato. Então comecei a fazer a famosa “limpa” na minha lista de amigos, passando por filtros que eu mesmo criei, tais como:

– Falei com essa pessoa nos últimos 5 anos?
– Vi essa pessoa nos últimos 3 anos?
– Quantas vezes reencontrei essa pessoa depois de conhecê-la?
– Fez parte de algum momento importante da minha vida/da minha infância?
– Temos interesses em comum ou eu sou contra os modos de pensar e agir dessa pessoa?
– Mantemos algum tipo de contato virtual (likes, comentários), mesmo que não nos falamos muito?

De acordo com as respostas eu deleto ou mantenho a pessoa na minha lista, parece muito simples mas às vezes por influências externas eu não consigo me desfazer de alguns. Sejam essas por ser alguém presente na vida dos seus melhores amigos, parceiro ou familiares. Percebi que seria uma certa “desfeita” eu deletar aquela pessoa.

Algo que me incomoda bastante é saber que muita gente me mantém na lista de amigos por imaginar que um dia podem precisar de mim pra alguma coisa. Pois bem, se você mantém alguém no seu Facebook como amigo pensando nisso, você precisa repensar o que significa amizade.

Se por motivo de contato de trabalho, oportunidades seja qual for o fim, pra isso inventaram o LinkedIn! Pessoas, façam um perfil no Linkedin, a idéia é ter lá as pessoas com quem você só tem interesses profissionais e que não fazem parte do seu círculo de amizades e muito menos da sua vida pessoal.

Especialmente pra mim o Facebook sempre foi uma ferramenta muito importante pra manter contato com as pessoas que estão longe. É a forma mais fácil de agrupar os amigos e familiares, compartilhar fotos, idéias, acontecimentos e mensagens de uma forma que todos possam ver. Por isso considero algo muito íntimo, e ao decorrer do tempo venho notado uma seletividade minha sobre o conteúdo que eu compartilho lá. Existiram momentos que deixava de compartilhar por me preocupar com o que as pessoas iriam pensar.

Mas oras, eu não deveria ter só quem me conhece e não me julgue? Notei que eu não queria compartilhar a minha vida com certas pessoas, e por isso comecei a usar aquele filtro.

Outra medida que tomei foi colocar algumas pessoas que eu não faço questão de ver 10 selfies por dia, 15 mensagens religiosas, e outras coisas do tipo no meu feed de notícias, num filtro do próprio Facebook chamado “Acquaintances” ou “Conhecidos” em Português. Quando você os põe lá, você não vê seus posts com tanta frequência. E por contrapartida, juntei meus melhores amigos na lista chamada “Melhores Amigos”, o Facebook prioritiza os posts dessas pessoas no seu feed. Tem alguns outros truques que uso, mas isso daria um outro post. Se você ficou interessado (a) em saber quais são comente aqui e eu faço outro post.

Também venho notado meus amigos manifestando os mesmos questionamentos comentando:

“Sinceramente, por mim deletava todos, só deixava uns 50 amigos no Facebook, não gosto de tanta gente vendo tudo que eu posto.”

“Tô precisando fazer uma limpa, muita gente desnecessária”

“Tenho fulanx no Facebook só pra rir do que elx posta, muito ridiculx.”

“Nem vou postar tal coisa pra não causar discórdia”

Nós temos o controle de selecionar quem temos, quem vê o que você posta, etc. É tudo questão de usar o Facebook e suas ferramentas para que seja uma experiência saudável e positiva, e não um circo de exibicionismo vaidoso e fútil, ou uma presença tímida e neutra que faz com que o intuito de estar numa rede social perca seu sentido.

Me contem o que vocês pensam sobre isso, se passam pelas mesmas situações.
Usam esses filtros e ferramentas?
Como tem sido sua experiência no Facebook?

Advertisements

5 thoughts on “Is Facebook your friend? / O Facebook é seu amigo?

  1. Eu acho que uma rede social como o Facebook é exatamente o que o nome diz: uma rede social. Uns usam pra fazer amigos, outros pra procurar namorada, outros pra fazer negócios. Cada um tem uma visão diferente do que é a plataforma, o que faz com que cada um tenha seu modo de usá-la. Talvez isso seja o que nos interessa tanto no Facebook, quão aleatório são as coisas que vemos, curtimos, assistimos.

    Linkedin é excelente. Mas não engloba todos os tipos de trabalho. Eu nunca vi um pedreiro no Linkedin. E estou certo que eles estão no Facebook.

    Cada um com seu jeito. Parabéns por encontrar o seu e estar feliz com ele.

    (Só não me exclui. Kkkkk)

    Like

    • Um pedreiro pode ter facebook à vontade. Só não vou adicionar ele no meu facebook por ter usado os serviços dele 😉
      A partir do momento que as pessoas se sentem desconfortáveis com quem ou o que têm na sua rede social, já não está valendo a pena mantê-la do jeito que está.

      Like

      • Mas e como você faria pra contatar ele de novo? Teria o telefone dele na sua agenda?

        Agenda telefônica nada mais é do que uma rede social, minha querida. Haha

        Like

  2. Concordo e acho q estou precisando de um limpa no meu! Mas o filtro eu costumo usar o “deixar de seguir” para várias pessoas sem noção! Hahaha

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s